NacionalVídeos

Fábio Silva critica fortemente tratamento de Sérgio Conceição (VÍDEO)

Fábio Silva nos tempos em que representava o FC Porto

Fábio Silva concedeu uma entrevista ao Canal 11, que será divulgada na íntegra amanhã. Contudo a entrevistadora Sofia Oliveira partilhou um excerto em que o jovem recorda a sua passagem pela equipa principal do FC Porto.

Veja também: Vieira começa a falar e aponta o dedo a Soares de Oliveira

O avançado de 19 anos que agora milita no Wolverhampton, assume que foi difícil deixar de jogar tanto, depois de ter protagonizado uma boa sequência de jogos e de ter conquistado o Dragão de Ouro.

“O que eu digo, e está escrito e comprovado, é que eu vinha de uma sequência de jogos muito boa, a fazer golos, joguei a titular no Bessa, fiz golo, ganhei o Dragão de Ouro e estava a sentir-me muito confiante. Até disse para mim mesmo: ‘Já me estou a sentir como o Fábio Silva da formação‘. Ganhei o Dragão de Ouro e depois levas um choque, que para mim não foi fácil. Tu tendo 17 anos, estás a viver nesse mundo, a jogar a titular, a marcar golos, é normal aparecerem notícias sobre ti e tu levas um choque de deixar de jogar, acho que acaba por ser um bocado difícil“, afirmou.

Veja também: Peixeirada entre Octávio Lopes, Pedro Guerra e João Malheiro (VÍDEO)

Fábio Silva considera que a sua família foi muito importante para poder aguentar esse momento difícil.

“Por isso é que eu digo muitas vezes que alguns jogadores acabam por se perder porque não têm uma estrutura forte à sua volta. E eu tive a minha família a ajudar-me num momento muito difícil para mim. Acho que tive de adaptar as minhas características para puder jogar mais tempo”, referiu.

Veja também: FC Porto de olho em ex-Benfica para reforçar o lado esquerdo da defesa

Por último o jovem jogador considerou que a vontade da estrutura não era a mesma da equipa técnica liderada por Sérgio Conceição.

A partir da minha renovação, a estrutura fez muita força para eu estar no clube. A certa altura a estrutura e a equipa técnica não estavam em concordância, não sei. Eu queria ter mais minutos e adaptei-me muito para poder jogar, mas acho que só a equipa técnica é que pode responder o motivo pelo qual não tive mais minutos. Acho que nesse aspeto a estrutura e a equipa técnica não estiveram em concordância porque senti uma enorme vontade da estrutura”, concluiu.

Veja também: “Terramoto Ronaldo” pode afetar contas da Juventus, PSG e Real Madrid

Veja o vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!