bbb
Nacional

Escutas revelam como Luís Filipe Vieira tentou vender o Benfica

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica desde 2003

Segundo adianta o diário desportivo Record, na altura em que Luís Filipe Vieira e José António dos Santos tentaram vender os 25 por cento das ações da Benfica SAD, os investidores foram a primeira alternativa encontrada, segundo as escutas do processo Operação Cartão Vermelho.

Veja também: Rodrigo Roquette arrasa Sofia Oliveira após o Santa Clara-Sporting

Os dois mantiveram conversações por vídeochamada com representantes do fundo russo, estando até agendada uma viagem à Rússia para fechar negócio. Posteriormente surgiu a tentativa de John Textor em adquirir uma participação qualificada da SAD das águias.

No entanto as escutas revelam que a história começa bem antes. Em julho de 2019, quando Vieira informa José António dos Santos que a Benfica SGPS iria avançar com uma OPA sobre as ações da SAD das águias a cinco euros cada uma. De imediato o empresário conhecido como o Rei dos Frangos, começou a adquirir ações a um preço inferior aos cinco euros, a que estas seriam posteriormente adquiridas na OPA.

Mal surgiu o anuncio da OPA, nomeadamente em novembro de 2019, e já depois de José António dos Santos já ter adquirido várias ações, as ações da Benfica SAD valorizaram em 70 por cento.

Veja também: Benfica arrasa golo anulado no Estoril-FC Porto: “No mesmo estádio…” (Vídeo)

Mas a 20 de março de 2020, começaram a surgir notícias da revogação da OPA, algo que não impediu o empresário agroalimentar de adquirir mais ações.

Em outubro de 2020, Vieira e José António dos Santos tentaram vender 25 por cento do capital da SAD ao fundo russo, mas o negócio acabou por não se concretizar.

O Ministério Público não tem dúvidas de que Vieira tinha uma palavra a dizer quanto à venda das ações, apesar de as mesmas pertencerem a José António dos Santos. O Ministério Público lembra uma conversa do empresário com Avelino Carvalho, em que havia confidenciado que iria convencer Vieira a vender as ações, antes que as mesmas se desvalorizassem ainda mais, uma vez que se arriscava a perder quase oito milhões de euros.

Veja também: Conceição comenta abraço sentido ao filho Francisco após o golo da vitória sobre o Estoril

A investigação considera que se estas fossem pertença apenas de José António dos Santos ele teria toda a legitimidade para as alienar.

No início de 2021 houve então a tentativa de vender as ações a John Textor, que surgiu como investidor interessado. Carlos Janela serviu de intermediador e o norte-americano estava disponível para adquirir os 25 por cento de capital.

Para tal, era necessário que José António dos Santos (16,33 por cento) adquirisse as ações de Luís Filipe Vieira (3,28 por cento), José Guilherme (3,73 por cento) e Quinta dos Jugais (2 por cento). O que foi alcançado, mas, a Operação Cartão Vermelho evitou o negócio.

Veja também: Lage quis fazer limpeza de balneário no Benfica que Rui Vitória não fez

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!