Internacional

Cristiano Ronaldo quebra o silêncio sobre o coronavírus

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo afirmou hoje que será “triste” disputar o jogo JuventusInter de Milão sem público nas bancadas, devido à propagação do coronavírus Covid-19 em Itália, mas ressalvou que “a saúde é o mais importante”.

Veja também: “Prefiro não perder contra o Benfica e perder todos os jogos que restam”

“O jogo com o Inter vai ser fantástico. Estamos tristes por não termos os nossos adeptos presentes, mas a responsabilidade mantém-se inalterada. Vai ser estranho disputar um jogo desta importância sem público. Não é bom, mas a saúde continua a ser o mais importante. Temos de respeitar a decisão de jogar à porta fechada”, disse Ronaldo, em entrevista à Sky Sport Italia.

... -

Veja também: Ronaldo coloca o dedo na ferida da Juventus: “Ninguém está contente”

A situação do coronavírus em Itália

A Liga italiana confirmou oficialmente, na quinta-feira, que o jogo entre a líder Juventus e o Inter de Milão, terceiro colocado, agendado para domingo, bem como outras quatro partidas da ‘Serie A’, vai ser disputado à porta fechada, como medida de prevenção devido ao coronavírus Covid-19.

Esta decisão da Liga italiana vem confirmar o anúncio efetuado pelo Governo, na segunda-feira, de realizar jogos à porta fechada em seis regiões do norte do país: Lombardia, Veneto, Piamonte, as três mais afetadas pelo coronavírus, Friuli Venezia Giulia, Liguria e Emilia Romagna.

Veja também: VÍDEO: Ronaldo furioso expulsa fã que invadiu o Lyon-Juventus

Nestas seis regiões, todas as competições desportivas com público tinham sido proibidas até domingo à noite, como parte da luta contra a propagação do Covid-19, que já causou 21 mortos em Itália.

Despoletado na China

O Covid-19, detetado em dezembro na China e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou pelo menos 2.858 mortos e infetou mais de 83 mil pessoas, de acordo com dados reportados por meia centena de países e territórios. Das pessoas infetadas, mais de 36 mil recuperaram.

Veja também: VÍDEO: Bruno Fernandes brilha na goleada de mão cheia do Manchester United

Além de 2.788 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França, Hong Kong e Taiwan.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.

Fonte: LUSA

Deixe um comentário