Nacional

Conceição faz o impensável em conferência antes do Arouca

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Arouca, a contar para a Taça de Portugal, considera que o FC Porto terá pela frente uma equipa competente, pese embora a goleada imposta há duas semanas.

Espero encontrar o Arouca que nos tem habituado, uma equipa competente, a fazer um excelente trajeto tanto nas Taças como no campeonato. Amanhã é um jogo a eliminar, onde temos de, no mínimo, ser a mesma equipa que fomos no jogo do campeonato”, afirmou.

Veja também: Custou 9,5M€ no verão e pode acabar dispensado do Benfica

O técnico dos dragões foi ainda questionado sobre a tal falta de energia positiva que diz ter faltado na escorregadela diante do Casa Pia, procurando explicar melhor as suas palavras.

A preparação dos jogos é sempre feita com grande entusiasmo e competência de toda a gente. Há dias em que as coisas não correm tão bem. A energia positiva tem a ver com o andarmos sempre no limite em tudo o que fazemos, nos diferentes momentos do jogo. Defensivamente fizemos um jogo equilibrado, o Casa Pia não fez um remate enquadrado, não tiveram uma oportunidade. Não ligo muito a estatísticas, mas tivemos muita posse de bola, 15 remates… Lembro-me de um jogo contra o Man. City na Champions em que tivemos de defender, e fui super criticado por não termos chegado à baliza, mas quando são os outros dizem que é solidez defensiva e por aí fora. Se não estamos no máximo do nosso potencial, hoje em dia é difícil ganhar jogos. As equipas têm capacidade, competência, fecham-se um bocadinho mais atrás e não temos tanto espaço no último terço. É preciso outra diversidade de movimentos e trabalhamos isso. Frente ao Casa Pia foi um jogo menos conseguido. Na 2.ª parte é normal o que aconteceu porque o adversário estava com menos um jogador. A preparação é exatamente a mesma. A alegria, a ambição dos jogadores é fantástica. Há dias melhores, outros menos positivos. Amanhã espero que a equipa esteja bem, e que tenhamos uma pontinha de sorte, para a bola não bater na orelha do defesa, ou na ponta da bota do guarda-redes e entrar como tem entrado nos outros jogos“, referiu.

Veja também: ‘Por que é que Ronaldo não se casa com Georgina?’ – A resposta arrasadora de Kátia Aveiro

Conceição procurou ainda explicar os motivos para a falta de consistência do FC Porto no campeonato, onde se encontra a sete pontos do líder Benfica.

“Os motivos são os que eu dizia. É uma excelente questão, até porque também faço esse exame na consciência. Olho para algumas situações que não têm sido normais. Depois de bons jogos e bons resultados, veem que foi depois de um 3-0 ao Sporting que fomos perder a Vila do Conde. Depois da vitória frente ao Club Brugge empatámos frente ao Santa Clara… Há jogos em que a qualidade e a beleza do jogo pode não ser a melhor, mas temos de dar uma resposta. Estamos atentos a isso para sermos mais consistentes e encontrarmos solidez para acabarmos a época só com uma derrota como no ano passado. Procuramos eficácia máximo em tudo, ganhar sempre e ir à procura de uma perfeição que não é fácil. Olhamos para a questão individual e talento dos jogadores, mas depois também olhamos para o brilho no olho, para a questão emocional”, disse.

Veja também: Os milhões que Roberto Martínez vai ganhar na Seleção Nacional

Por último, Conceição fez o impensável, ao revelar o onze que amanhã vai a jogo no Arouca, algo que nunca havia feito.

Vai jogar exatamente a mesma equipa que jogou no Jamor [frente ao Casa Pia] com a exceção do Cláudio Ramos, que vai jogar à baliza. Já ficam a saber. Nunca faço isto, agora faço-o pela primeira vez“, concluiu.

Deixe uma resposta