Segunda-feira, Novembro 30, 2020
Nacional

Conceição elogia o Paços de Pepe e garante: “Não há aflição nenhuma”

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Na conferência de imprensa de antevisão ao P. FerreiraFC Porto, Sérgio Conceição enalteceu as qualidades dos pacenses.

“Tivemos pouco tempo de preparação, é um facto, daí termos este atraso. Muitos jogos diferentes, jogos diferentes, dificuldades diferentes. Vamos apanhar um Paços forte, muito forte a jogar no seu estádio. O seu treinador evidencia essas características, competitiva e boa organização. Não há grandes nomes, mas há uma equipa forte que sabe o que faz. Cabe-nos encontrar a solução para ganhar o jogo”, referiu.

Veja também: Georgina revela detalhes da intimidade com Ronaldo: “É uma bomba”

Conceição teceu ainda rasgados elogios a Pepa. O técnico portista considera que o seu homólogo pacense tem crescido muito como treinador.

Paços uma equipa traiçoeira: Nos últimos dois ou três jogos, os guarda-redes têm sido os melhores. Ainda hoje mostrava aos jogadores, que em termos teóricos e práticos é dos jogos mais difíceis que vamos ter. É um campo difícil e uma equipa muito organizada. O Pepa tem feito um excelente trabalho e a cada ano que passa está mais treinador. Já não monta uma equipa só capaz de defender. Tem sempre os setores distanciados de forma correta. É uma equipa onde os alas se juntam à linha média e em ataque os laterais projetam-se muito bem na frente. Ocupam bem o espaço quando têm bola. É uma equipa bem trabalhada”, referiu.

Veja também: Vieira manda farpa ao FC Porto após vitória nas eleições do Benfica

O calendário apertado e a forma de Nakajima

O calendário do FC Porto é neste momento bastante apertado. No entanto Conceição considera que apenas tem de fazer a sua função que é arranjar soluções.

“Vemos os jogadores que temos disponíveis. É normal que não saibam o que se passa no Olival, mas trabalhamos diferentes situações diariamente. Os jogadores que trabalham connosco já sabem o que têm de fazer. Temos mais que um sistema. É encontrar, dentro dos jogadores que temos disponíveis, aqueles que estão mais prontos para enfrentar os diferentes adversários. Não há nenhuma aflição. O treinador é pago para trabalhar e arranjar soluções para ganhar“, referiu.

Veja também: Barcelona provoca Ronaldo após vitória em Turim e a Juventus respondeu

Por último o treinador dos dragões foi questionado sobre o momento de Shoya Nakajima. O internacional japonês tem estado em bom nível, estando envolvido nas jogadas de golo dos portistas nas últimas duas partidas. No entanto Nakajima esteve de fora das opções de Conceição, após a retoma da competição na época passada.

“Temos vários departamentos a trabalhar connosco sobre o lado emocional do jogador. Temos depois uma equipa médica e departamento que ajuda os jogadores a recuperar da melhor forma. O jogador sente-se verdadeiramente integrado quando começa a jogar. A melhor vitamina para um jogador é jogar e sentirem parte do grupo“, concluiu.

Recorde-se que o P. Ferreira-FC Porto disputa-se amanhã, às 20h30.

Deixe uma resposta