Nacional

Conceição acusa treinador do Tondela de condicionar a arbitragem

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Na conferência de imprensa de antevisão ao FC PortoTondela, Sérgio Conceição foi confrontado com as críticas do treinador dos beirões.

Uma acusação à qual Conceição não deixou de responder.

“Acho que se dissesse alguma coisa no final do jogo fazia sentido, mesmo não sendo verdade. É uma forma grosseira de condicionar os árbitros que está bem em voga em treinadores espanhóis. Um catalão [Pep Guardiola, técnico do Man. City], outro basco… nos últimos tempos temos defrontado treinadores espanhóis que têm essa característica“, afirmou.

Veja também: “Acabou-se o debate Ronaldo-Messi. Um aparece o outro não” (VÍDEO)

A defesa do FC Porto tem sido algo permeável internamente, em contraste com o que acontece nos jogos da Liga dos Campeões. Conceição procurou explicar o motivo.

São competições diferentes. A postura da equipa é ligeiramente diferente em relação às competições internas, a forma como estamos em campo, depende um bocadinho da estratégia para o jogo. No processo defensivo temos sido mais competentes na Europa, é verdade, e há aspetos a melhorar, esse ascendente sobre os adversários é bom, mas tem de ser de uma forma equilibrada. Estamos atentos e queremos melhorar. Temos noção que na Europa tem corrido bastante bem“, disse.

Veja também: Juventus quer usar Ronaldo como moeda de troca para ter Pogba

No entanto o técnico reconhece que há que melhorar, recordando a última partida com o Tondela.

“Não fazemos disso um problema maior, não é só esse, há mais situações em que procuramos melhorar. Se nos ficarmos só no Tondela, sofremos 3 golos, mas podíamos ter feito 8 ou 9. Entrámos com facilidade no último terço mas ele saíram com facilidade para nos criar perigo. É esse o equilíbrio a que me refiro”, referiu.

Veja também: “Ronaldo? Chegamos às 2 da manhã e foi treinar. Está doente”

Por último o técnico portista foi ainda questionado sobre a prenda que gostaria de receber neste Natal.

“Não sou muito adepto de ter de dar e receber prendas. Mas também as desportivas. As coisas acabam por acontecer se trabalharmos para as merecer. Não peço nada que não mereça que não trabalhe para que isso aconteça. Espero que, em termos sociais, isto melhore, para mim isso é que era uma prenda fantástica. Que as pessoas não andassem tão desconfiadas com esta pandemia terrível que tem criado tanta tristeza e insegurança. O que mais desejo é saúde para toda a gente. Desportivamente, temos de trabalhar muito para perseguir os nossos objetivos. Para ir buscar as coisas que merecemos e não alguma coisa que possa cair do céu aos trambolhões”, concluiu.

Recorde-se que o FC Porto-Tondela, a contar para a 4ª eliminatória da Taça de Portugal, disputa-se amanhã, a partir das 18h30.

1 comentário

  • Os “santinhos do Porto” não condicionam a arbitragem! Os “santinhos do Porto “engolem” tudo o que é árbitro e fiscais de linha! Fazem figuras tristes mas não o admitem, porque “os outros” é que tem todos os defeitos!! Tenham vergonha!

Deixe uma resposta


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/adeptosdebancada/public_html/webanalyze/firewall/firewall.php on line 62