Nacional

Conceição aborda o mercado e o facto de estar no fio da navalha

Sérgio Conceição em conferência de imprensa

Na conferência de imprensa de antevisão ao clássico entre FC Porto e Sporting, Sérgio Conceição abordou as dificuldades na preparação deste jogo.

Trabalhei com sete jogadores durante toda a semana, o que dificulta muito a preparação de um jogo. Quando se faz um trabalho, mesmo que seja específico sobre um sector, a equipa está toda englobada. Há essa dificuldade para o jogo de amanhã [sábado], mas isso tem de ficar para trás das costas, o importante é o jogo com o Sporting“, afirmou.

Veja também: “Em quatro anos tenho o Benfica apto para ser campeão europeu”

Conceição abordou também a questão do mercado. No entanto o treinador dos azuis e brancos assume que custou ver partir jogadores fundamentais. Conceição falou também sobre as dificuldades do FC Porto neste mercado, em virtude do fair-play financeiro.

“Um treinador é um eterno insatisfeito, sinceramente. É o mercado que é, não podemos estar a super-felizes da vida quando se perdem jogadores muito importantes na dinâmica da equipa. Temos de respeitar o mercado e a dificuldade que existe a nível mundial, não só em Portugal, mas em todo o mundo, mas mais ainda no nosso país. E ainda a dificuldade do FC Porto, que está sob a alçada do fair-play financeiro, como todos sabem. Olhamos para os nossos novos jogadores, que foram empréstimos, jogadores do mercado nacional e alguns jogadores a custo zero. Temos de respeitar e olhar para outras situações, como o equilíbrio financeiro do clube“, referiu.

A pressão de vencer

Veja também: Dolores Aveiro mostra videochamada com Ronaldo em isolamento

O treinador dos dragões abordou também a pressão inerente ao cargo que ocupa num clube da dimensão do FC Porto.

“Os resultados importantes são as vitórias. Lembrei-me dos testes quando cheguei aqui há 4 anos, disseram-me que tinha um teste importante no primeiro jogo, depois também jogámos um de grau de dificuldade acima da média, a Champions era mais um teste e andei em testes durante estes três anos… Gosto de me sentir no fio da navalha, gosto de ir à luta, destes desafios. Nem sempre faço bem as coisas, mas faço sempre o melhor que posso a todos os níveis, na dedicação e na ambição de trabalho“, disse.

Veja também: Mbappé faz homenagem a Ronaldo após o França-Portugal

Sobre o jogo com o Sporting, Conceição reitera que é uma partida que vale os mesmos três pontos.

É um jogo, vale três pontos, contra um concorrente direto. O Sporting é sempre um histórico candidato ao título, o jogo vale três pontos, será uma vitória importante para nós. Não serão diferentes de outros três pontos mais à frente, mas, por exemplo, o confronto direto torna-se ainda mais pesado“, concluiu.

Recorde-se que o Sporting-FC Porto disputa-se amanhã, às 20h30.

Deixe uma resposta