Nacional

“Com a camisola do Benfica Rui Costa foi extraordinário mas com a gravata…”

Ricardo Araújo Pereira, conhecido adepto do Benfica

Ricardo Araújo Pereira e Luís Filipe Borges apelaram para que os sócios do Benfica votassem em Francisco Benitez nas eleições de amanhã.

Veja também: Bruno de Carvalho lembra noite louca com farpa ao Benfica e a Jesus

Os dois humoristas deixaram as respetivas mensagens no site do candidato da Lista B, onde explicaram as razões que os levaram a apoiar líder do movimento ‘Servir o Benfica’.

Leia a nota de Ricardo Araújo Pereira:

“Quando forem votar, este sábado, os benfiquistas terão ainda bem presentes na memória as eleições de Outubro passado. Lembrar-se-ão certamente de que havia dois blocos em disputa. De um lado, a direcção que acabara de perder dois campeonatos em três para um adversário intervencionado pela UEFA, que tinha adoptado uma política desportiva de ziguezagues e navegação à vista, que tinha proposto uma OPA declarada ilegal, e que tinha envolvido o clube num elevado número de processos judiciais. Do outro, uma oposição que exigia competência, transparência, democracia e honestidade. Menos de um ano depois, parece claro que a realidade se encarregou de dar razão às críticas e preocupações da oposição. E também é evidente que, dos dois candidatos que agora se apresentam a eleições, só um estava do lado certo.

Lembrarei para sempre o que, como jogador, Rui Costa fez pelo Benfica, sobretudo a facilidade e elegância com que oferecia golos aos seus companheiros. Mas, infelizmente, também não consigo esquecer os anos que passou, como dirigente, a fazer assistências para auto-golos. Com a camisola do Benfica foi extraordinário; com a gravata tenho pena de não poder dizer o mesmo. Tolerou as decisões baseadas em caprichos e luzes, não quis ou não soube opor-se ao desinvestimento no ano do penta, caucionou, com o seu prestígio, as constantes mudanças de estratégia, não se apercebeu das estranhas movimentações no capital social da SAD.

É, objectivamente, co-responsável, por acção ou omissão, pela sucessão de acontecimentos que nos conduziram a estas eleições, menos de um ano depois das últimas. A 26 de Outubro do ano passado, Luís Filipe Vieira e Rui Costa deram uma entrevista conjunta à TVI. Quando se falou da hipótese de suceder a Vieira, Rui Costa respondeu: “Antes de mais teremos aqui quatro anos para ver se eu tenho capacidade ou não para chegar àquele dia e me candidatar. Porque isto não basta o meu orgulho e o meu benfiquismo.

Tem de haver a minha sabedoria e capacidade para dar continuidade a um projecto que tem sido fantástico.” Concordo que o benfiquismo é condição necessária mas não suficiente para ser candidato a presidente do Benfica. E registo que não tivemos os tais quatro anos que o próprio Rui Costa considerava necessários para avaliar se tinha capacidade ou não para se candidatar. Onze meses depois de proferir essas palavras já era candidato.

Francisco Benitez integrou, com generosidade e espírito de união, o grupo de benfiquistas que, nas eleições de 2020, pretenderam dar ao clube um novo rumo – que, como ficou demonstrado, era bem necessário. Agora, volta a disponibilizar-se para se bater por um Benfica que seja um clube antes de ser uma empresa, que honre os princípios dos seus fundadores, e que tenha todas as condições para cumprir o seu destino: ganhar.

Por tudo isto, voto em Francisco Benitez.

Ricardo Araújo Pereira”.

Veja também: Bruno de Carvalho aparentemente bêbedo a dar tudo na discoteca (Vídeo)

Leia a nota de Luís Filipe Borges:

“Há um ano, o Movimento Servir o Benfica ardia em lume brando nos antros mais lúgubres das redes sociais. Há um ano, o clube que amamos não respeitava a democracia que sempre o moldou.

Há um ano, Francisco Benitez predispunha-se a uma luta que trazia de trás e perseverou até hoje. Em muito pouco tempo, Benitez e as dezenas de sócios do Servir o Benfica tornaram-se centenas, depois milhares, agora uma chama imensa. Escrevo este pequeno texto depois de um debate que Francisco Benitez perdeu.

E vou votar nele por 3 razões: porque sem ele e os ases que lidera, não teria havido sequer debate; não haveria sequer eleições este sábado; e porque o perdeu, sim, mas sem em momento algum ter soçobrado na coragem e na dignidade que o trouxeram aqui e que o conduzirão sempre, em todos os momentos futuros em que o SLB não honrar a sua história, a sua raiz e o seu legado. Voto Lista B com orgulho, agradecido por me terem demonstrado que os valores do clube que amo não desapareceram.

Luís Filipe Borges”.

Veja também: O VÍDEO de Cristianinho em campo que entusiasma adeptos do United

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!