FotosNacional

“Adeus João Mário. Ficas por perto para veres o Sporting bicampeão”

João Mário na apresentação como jogador do Benfica

Pedro Fernandes, conhecido radialista da RFM e adepto confesso do Sporting, pronunciou-se sobre a mudança de João Mário para o Benfica.

Veja também: João Mário deixa mensagem aos adeptos do Benfica e já treinou (VÍDEO)

O radialista assumiu-se como um “romântico sonhador” e garantiu que nunca trocaria o seu Sporting pelo rival Benfica. A terminar deixou uma indireta médio agora encarnado.

... -

Eu realmente sou um romântico sonhador. Sportinguista desde sempre, na minha cabeça, e principalmente no meu coração verde carregado, estas coisas são sempre impossíveis de acontecer.

Eu que em pequenino sonhava jogar pelo meu Sporting, nunca, por nada deste mundo, vestiria a camisola de um rival. Mas as crianças crescem e têm contas para pagar e vai-se a ver e 1 milhão por ano não chega para nada. E lá se vai todo o amor.

Eu sei que, enquanto adepto e sem um cheque de 2 ou 3 milhões nas mãos, para mim é muito fácil dizer que nunca o faria. Mas não consigo deixar de ser esse romântico e sonhador que não conseguiria trair o seu amor e que hoje se sente atraiçoado. Podias ter ido para longe da vista para tentar ser feliz mas preferiste partir-me o coração. Adeus João.

Mas tudo tem um lado positivo e assim pelo menos ficas por perto para veres o Sporting ser bicampeão“, escreveu no seu Instagram.

Veja também: Sporting reage fortemente à transferência de João Mário para o Benfica

Veja também: A reação de Ronaldo à conquista da Itália do Euro 2020 (FOTO)

Posteriormente Pedro Fernandes veio clarificar as suas palavras, garantindo que não pretendia atacar João Mário.

“Ainda sobre o João Mário. Foram tantos os comentários que é impossível responder a todos um a um. Para que não restem dúvidas, não fiquei nem revoltado nem espantado com a situação. Já aconteceu antes e certamente voltará a acontecer, para tristeza de uns e alegria de outros.

Os jogadores de futebol são profissionais, jogar à bola é o seu trabalho, e mesmo que comecem a jogar futebol por amor a um clube, é normal que a vida os leve a vestirem outras camisolas que em crianças juraram nunca vestir. São livres de o fazer e não os podemos censurar por isso, apesar de não perceber o que terá motivado esta transferência e a forma como foi feita.

O que disse é que gostava que o futebol não fosse assim. Que fosse o que eu achava que era quando era uma criança inocente e julgava que o amor à camisola existia. A vida ensinou-me que infelizmente não é assim e que o futebol está cheio de jogos de bastidores e agentes duvidosos e interesses financeiros e casos de justiça que só baralham e entristecem os que realmente amam o futebol, os adeptos.

Enquanto adepto e sócio do Sporting fico triste e não lhe posso desejar sucesso no rival. De resto que seja muito feliz até porque tem uma filha para criar e não há nada mais importante do que isso. Fim.”

Veja também: Octávio Machado arrasa Pinto da Costa: “Espetou-me a faca nas costas”

Deixe um comentário